Como Montar Um Brechó Online E Vender Roupas Usadas Na Internet

Você está interessado em vender suas roupas usadas ou seminovas na internet?


Então que tal aprender agora como planejar, montar e administrar um brechó online no Facebook, em um blog, loja virtual ou no site dedicado a criação de brechós virtuais mais popular: o Enjoei.



1º Passo: Preparando seu brechó online

Antes montar seu brechó online, veja nesse processo de preparo, como adquirir as roupas, prepará-las para a venda e definir os preços:

Onde encontrar as roupas para o brechó online?

Caso você esteja interessado não apenas em vender suas próprias roupas usadas ou seminovas, e adquirir uma quantidade para revender, na própria internet pode ser encontrado bons fornecedores. Mas vale lembrar de não cair na tentação de encontrar peças baratas demais e acabar comprando gato por lebre.

Se você já conhece alguém confiável que trabalha com brechós, peça umas dicas de fornecedores. Daí você completa sua lista pesquisando os melhores possíveis na internet e depois seleciona os que achar mais indicados para suas necessidades.

Dica importante: antes de comprar suas peças, faça uma pesquisa de mercado na internet. Mesmo que seja uma básica, ajudará a identificar seu público alvo, e outros aspectos importantes. Assim você poderá vender roupas para um público interessado em seus produtos.


Artigo relacionado: onde comprar roupas usadas, novas ou seminovas para revender?


Preparando as peças

Limpeza é um aspecto fundamental durante a preparação, por isso garanta a elas fiquem limpinhas e com um cheiro agradável.

preparar roupas para o brechó online
Como você está começando, pode pensar que nesse momento é preciso investir com cuidado e acredita que buscar as peças mais baratas pode ser uma grande vantagem. Afinal, trata-se de vender peças usadas certo? Errado! Peças baratas demais tendem a ser de qualidade muito inferior e vir com mais defeitos.

Portanto, procure comprar pensando em seus clientes e causará uma impressão melhor mesmo seu negócio ainda não sendo popular.

Por quanto vender?

Tanto você quanto o cliente estarão cientes de que as roupas vendidas no brechó são usadas ou seminovas, e mesmo que estejam em boas condições, o preço não poderá passar de 60% do valor original da peça na loja. Só será possível aumentar mais do que isso em casos de peças que nunca foram usadas, ou roupas com uma alta procura.

Inclua a informação do frete. Se já é incluso, ou se o valor será calculado a parte.

Definir os preços no começo pode não ser muito fácil, mas visitar outros brechós online (de preferência os mais populares) também pode ajudar muito.


brechó online receber pagamentos
O processo de pagamento via internet

Se você não tem muita experiência (ou nenhuma) com vendas na internet, esse tópico irá lhe ajudar a entender o processo de pagamentos online:

Para tal, você precisará de uma conta bancária e um CPF, e escolher um sistema de pagamentos online confiável. Paypal ou PagSeguro são ótimas opções. A conta deve estar associada com o mesmo número do seu CPF.

Depois de criar uma conta, você poderá criar botões ou links de compra para colocar no seu brechó.

Clicando no botão o comprador será enviado a uma página para concluir a compra, inserindo os dados para efetuar o pagamento, da mesma forma que é feito em uma loja virtual e em um ambiente seguro.

Aguarde o pagamento cair na sua conta (esse tempo pode variar de acordo com o sistema). Para cada venda realizada, o sistema cobrará uma taxa que pode variar de de 2% a 2,5% assim por diante.

O sistema lhe enviará um email logo após a aprovação da compra, seja por cartão de crédito ou banco. Nesse email, você irá concluir a compra através do sistema. Lá você encontrará as informações do comprador (email, endereço para entrega, etc).

O próprio sistema poderá cobrar o valor incluindo o frete. Feito isso, você precisará confirmar o envio da roupa após entregá-la pelo correio.

Dicas gerais para seu brechó online

Essas dicas são para você aplicar em seu brechó online independente do tipo de site que escolher para montá-lo.

Título - Crie um  título que descreva exatamente qual peça de roupa você está vendendo. Por exemplo: Calça saruel moletom cor preta.

Descrição - Ponto importantíssimo! Uma descrição bem feita aumenta e muito as chances de alguém comprar seu produto. Adicione todas as informações pertinentes como medidas, cor, tecido, se ela foi usada ou não e o tempo de uso.

Você gosta de ser enganado? Bem, seus clientes menos ainda, por isso seja honesto na descrição a respeito de defeitos nas peças, mesmo que seja o mínimo. Pois se no caso forem roupas usadas, quem compra já sabe que poderá encontrar algum defeito, mas é uma tarefa sua e direito deles, saber antecipado o que exatamente ele está comprando.

Por último, destaque na descrição da peça que ela foi devidamente lavada e preparada para ser vendida. Isso valoriza seu produto e mostra que você se importa com o cliente.

Fotos - Use fotos bonitas e otimizadas que incentivem as pessoas a conhecer seu produto. Para cada produto você pode adicionar 3 a 4 fotos mostrando suas principais características. Assim você dará mais segurança ao cliente para realizar a compra.

2º Passo: Montar seu brechó online

Dependendo do tamanho do seu negócio e do quanto está disposto em investir, você poderá optar por montar seu brechó nos seguintes sites:

como montar um brechó online no facebook vender roupas usadas
FACEBOOK - Optar por criar seu brechó online no Facebook é a alternativa mais barata e rápida para começar vender. O procedimento é simples: você poderá criar uma fan page ou um grupo no qual será seu brechó.

Quando for buscar fotos da capa e perfil para montar a fan page ou grupo, opte por imagens de qualidade e que causem uma ótima impressão nos visitantes. Imagens com pessoas sorrindo, um casal usando roupas estilosas por exemplo, é uma boa pedida.

Contudo, para alcançar um grande público em uma fan page pode ser demorado, portanto é recomendável desembolsar um dinheiro para anunciar seu negócio no Facebook.

No caso do grupo também não será fácil encontrar pessoas realmente interessadas em comprar. Mas o que você pode fazer para conseguir um público nesse caso é adicionar pessoas não apenas interessadas em comprar mas também em vender.

Assim, você poderá vender para quem também está vendendo e essas pessoas ajudarão na divulgação do brechó online.

Vale lembrar que, assim como em todo grupo que se preze, é imprescindível definir regras que garantam a satisfação de todos os envolvidos e evitar futuras dores de cabeça.

Algumas regras que você pode estabelecer para o seu brechó online são:

Regras:

1 - Ao postar um item para venda, escolha uma imagem nítida e de qualidade
2 - Descreva o item corretamente na postagem (tamanho, valor, modelo, marca ou outra informação relevante)
3 - Informe as condições do produto: tempo de uso, defeitos (caso haja).

É estritamente proibido fazer propagandas de sites, blogs, páginas no Facebook ou outras redes sociais e grupos no WhatsApp.
Caso as regras não sejam cumpridas, será aplicada a exclusão e bloqueio do grupo.

Se quiser um exemplo de regras mais detalhadas, dê uma conferida no brechó Desapego.

E para aumentar as chances de sucesso do seu brechó no Facebook, confira essas dicas para dar um up em suas vendas.

Blogs para montar brechó online
BLOG - Se você já tem um bom conhecimento em blogs então essa ferramenta pode ser a opção indicada para você criar seu brechó online.


Dependendo da plataforma de criação de blogs que você escolher, o investimento pode ser maior do que no Facebook. Porém há grandes vantagens como:

  • Blogs tem muito mais opções de personalização, podendo deixar seu brechó do jeitinho que você e seus clientes desejam.
  • A criação de páginas permitirá que você organizar bem melhor as categorias de roupas que irá vender.
  • Em blogs dá para aproveitar o que há melhor em SEO para que seu brechó seja bem ranqueado no resultados de busca.
  • Os vários widgets e ferramentas disponíveis farão com que os visitantes interajam melhor com as páginas do seu brechó, aumentando a vontade deles de compartilhar com outras pessoas.
  • Atualmente você pode encontrar vários temas pagos e gratuitos para deixar seu blog com uma aparência muito mais profissional, atraente e com ferramentas que serão indispensáveis para administrar seu negócio.
As plataformas de blogs que lhe indico para montar seu brechó são a Blogger e a Wordpress. A Wordpress pode ser a mais indicada. Porém nela o investimento será maior que na Blogger.


montar brechó online com uma loja virtualLOJA VIRTUAL - Aqui está a principal opção quando o assunto é vender produtos pela internet. As melhores plataformas de lojas virtuais oferecem ferramentas essenciais de ecommerce, suporte, sistema de gerenciamento de pedidos, SEO, criação de blog para a loja virtual, uma "vitrine" da sua loja virtual no Facebook e tantas outras.

E claro que isso faz dela a opção de maior investimento. Porém, mais investimento não quer dizer algo ruim se você terá vários benefícios em troca, que ajudarão seu negócio a dar certo.

O que é preciso analisar aqui são as necessidades. Qual tamanho terá seu negócio? O que você precisará para vê-lo funcionando? Como será o sistema de pagamentos? Os clientes terão mais de uma opção? Leve em consideração esses outros aspectos.

Você pode encontrar boas dicas que lhe ajudarão a começar a vender pela internet usando uma loja virtual clicando aqui.

Plataformas como Shopify, Loja Integrada, Magento e Prestashop estão entre as melhores para a o desenvolvimento de lojas virtuais. E para o caso de você decidir usar a Shopify, veja nesse artigo como montar uma loja virtual em alguns passos.

Por último, você pode conferir aqui como lançar a versão da sua loja virtual Shopify no Facebook.

ENJOEI - Já ouviu falar do site Enjoei? Ele oferece a oportunidade de você criar seu brechó online de uma forma super prática e gastando pouco. Suas únicas despesas com esse site serão os 20% sobre o valor de cada venda que fizer mais uma taxa de anúncio de R$ 2,15. Mas se você não vender, nada é cobrado.
montar um brechó online no site enjoei

Para receber o dinheiro você precisará de uma conta bancária e uma conta no Moip (um serviço de recebimento de pagamentos). Obs: o email que você usar para criar uma conta no Enjoei e no site Moip tem que ser o mesmo.

Nele há a opção de pagamento com cartão de crédito, sendo que a venda do produto é intermediada pelo site. Você recebe o pagamento quando a entrega do produto ao comprador for realizada.

3º Passo: Administrando seu brechó online

De nada vai adiantar se você aprender a criar seu brechó online, seja em qual for a plataforma se você não se dedicar a cuidar bem dele. Administrar bem é uma tarefa essencial para qualquer um que deseja ter um negócio de sucesso.

  • Seja organizado e tenha todas as informações do seu negócio escritas no Word. No Excel você pode adicionar dados como estoque, custos,  pedidos, vendas, etc.
  • Procure dar total atenção a seus clientes. Não apenas para atender pedidos mas também tirar dúvidas. Responda comentários (sejam eles positivos ou negativos).
  • Faça promoções quando for conveniente. Ofereça brindes ou cupons promocionais. O próprio Facebook pode lhe ajudar muito nessa parte.
  • Procure ficar atento ao que os clientes compram mais no seu brechó e invista mais nesses produtos (busque sempre mais variações, modelos e cores para eles).
  • Tenha clareza em sua política de devolução/troca de modo que você possa cumprir o que ela promete quando uma devolução for solicitada.
  • Conduzir uma análise SWOT em seu brechó depois de um tempo em funcionamento também pode ajudar a compreender melhor o cenário em que seu negócio se encontra e identificar possíveis problemas.


Como montar um brechó online - Conclusão

venda de produtos usados e seminovos na internet tem ganhado tanto espaço que muitas pessoas estão preferindo investir nesse ramo ao invés de trabalhar com vendas de produtos novos. E as principais razões disso são a facilidade de adquirir o produto, que pode ser comprando em grandes quantidades por um bom preço, ou os próprios itens em bom estado que não são mais utilizados.

E entre os produtos usados ou seminovos vendidos na internet, roupas estão entre os favoritos. Sendo que o Facebook está entre os locais preferidos para criar um brechó online e comercializar as peças.

E por serem mais fáceis de adquirir é possível vendê-los muito mais barato e por isso dão menos trabalho. E, mesmo tendo um retorno menor do que o obtido com produtos novos, muitos vendedores estão satisfeitos com o que ganham vendendo roupas desse tipo.

Gostou do post? Então veja aqui 11 dicas para aumentar suas vendas de roupas na internet
Leia Mais ►

18 Técnicas de SEO Para Sites de Ecommerce - Parte 2

E aqui está a segunda parte da série 18 Técnicas de SEO Para Sites de Ecommerce

A série que traz para você práticas de SEO para sua loja virtual, que podem ajudá-la a conseguir uma posição de destaque nos resultados de pesquisa e aumentar suas vendas.


Ainda não viu a 1ª parte da série especial de SEO? Clique aqui!




seo para ecommerce técnicas de seo
Técnicas de SEO para Ecommerce







Técnica 7 - Lidando com variações de produtos. Ex: cores, tamanhos...

Alguns produtos são quase idênticos, mas existem em diferentes cores e tamanhos. Se não lidados corretamente, listá-los pode ser considerado conteúdo duplicado, o que não será nada bom para o seu ecommerce, além de causar confusão entre as diferentes variações dos produtos.

Os produtos podem ranquear para as palavras-chave erradas (bermuda jeans azul ranqueia para pesquisa de jeans preto). Revise sua loja virtual para descobrir quais produtos podem vender melhor se ranqueados para as palavras-chave certas.

Técnica 8 - Lidando com as páginas das categorias

Assim como a página inicial, as páginas de categorias estão entre as mais poderosas e populares em sua loja virtual, portanto:

  • Adicione conteúdo relevante às páginas das categorias. 
  • Compartilhe nas redes sociais usando tags - Seja estratégico ao compartilhar links no Google Plus, Twitter ou Facebook. Use tags específicas.
  • Cuidado com o que está sendo apresentado - Cuide para que as páginas de categorias não sejam construídas pensando apenas nos mecanismos de busca, mas principalmente nos usuários.
  • Use URLs amigáveis - Fazer isso traz melhores resultados porque você está dando aos mecanismos de busca dicas precisas sobre o que é aquela URL enquanto dá aos visitantes ajuda e informação útil. Apenas se certifique de evitar keyword stuffing (usar palavras chave em excesso). 
A estrutura mais eficiente de uma URL para página de categorias e páginas de produtos é:


* Página de categoria: seusite.com.br/categoria/

* Página de sub-categoria: seusite.com.br/categoria/sub-categoria/

* Página do produto: seusite.com.br/categoria-sub-categoria/nome-do-produto/

Técnica 9 - Arquitetura e o link building interno

Link building interno ajuda no SEO e ranqueamento. Mas para alcançar os melhores resultados, você precisa trabalhar nos links da arquitetura ao invés de apenas o link building. Links internos não são voltados só para a indexação nos mecanismos de busca. Facilitar a navegação do usuário também importa.

Ofereça níveis de navegação nas categorias - Fazer isso torna mais fácil para seus visitantes ter uma visão geral do que eles irão encontrar nas subcategorias e páginas. Se esforce para manter as coisas contextualmente relevantes.

Crie links para os níveis de categorias de produtos relevantes - Procure otimizar as palavras chave certas, mas sempre levando em consideração as intenções e necessidades dos usuários.

Use breadcrumbs em todas as páginas e nas páginas de categorias - Isso garantirá que tanto a Google quanto os usuários possam navegar com facilidade entre os níveis de categorias.

Técnica 10 - Aproveite o conteúdo gerado pelo usuário

Não se sinta inseguro com conteúdo gerado pelo usuário. A menos que você tema opiniões honestas sobre seus produtos e serviços. Há dois evidentes benefícios no SEO que você pode obter de conteúdos gerados pelo usuário:

  • O conteúdo único ranqueia melhor e fornece informação atualizada para os mecanismos de busca.
Integrar conteúdo gerado pelo usuário nas páginas dos seus produtos pode dar uma 'agitada' em seu site. Avaliações positivas aumentam as conversões.

Usuários se tornam parte de um grupo de clientes satisfeitos. Compradores em potencial, ao visitar sua loja virtual, veem atividades positivas que os convencem a comprar com mais facilidade.

  • Construa uma "comunidade" de usuários satisfeitos. Publique depoimentos e comentários dos compradores. Compartilhe mensagens de blogs de seus clientes encantados com seus produtos. Tire proveito também de comentários positivos encontrados no blog da sua loja virtual (caso ela tenha um). 
  • Use trechos de uma avaliação positiva para convencer os visitantes que eles podem confiar você. O fator confiança influencia muito no processo de decisão de compra e as mídias sociais ajudarão a reforçá-la de forma eficaz.
  • Use rich snippets para exibir informações adicionais abaixo da sua URL e meta descrição nos resultados de busca. Rich snippets fornecem informações extras como preço do produto, disponibilidade e avaliações no qual podem ajudar os usuários a decidir clicar em seu link. Saiba mais sobre rich snippets aqui.
  • Integre as redes sociais nas páginas dos produtos. Instagram, comentários via Facebook, pins do Pinterest e +1s do Google Plus podem ser integrados em sua loja virtual para apresentar a prova social. Publique fotos de compradores felizes que usam seu produto.

O novo SEO exige que você utilize técnicas mais voltadas para o psicológico dos seus visitantes do que a tecnologia do seu site.

Técnica 11 - SEO no processo de design da loja virtual

Quando o design da sua loja virtual arquitetura da informação trabalham em conjunto, sem links quebrados ou páginas desestruturadas, toda vez que publicar a nova página de um produto os crawlers da Google terão prazer de rastrear e identificar seu conteúdo.

Um bom design e conteúdo, juntamente com uma agradável experiência do usuário irão gerar mais vendas.

Falhar durante o planejamento é planejar outras falhas futuras. SEO deve ser traçado desde o início da sua loja virtual, em sua fase de planejamento, antes mesmo de começar a trabalhar em seu processo de design; e não depois que sua loja virtual for lançada.

Investir em um template de impactante categoria/seção e ter páginas de produtos promovidas com uma boa estrutura de links internos é muito eficaz.

SEO para sites de ecommerce é diferente do tradicional. SEO para ecommerce exige um maior entendimento da psicologia humana, otimização de taxa de conversão, analytics, Web design e desenvolvimento, marketing de mídias sociais, experiência do usuário. 

Os melhores especialistas em SEO para ecommerce também tem profundo conhecimento e entendimento do comércio e como funciona um negócio de varejo.

Técnica 12 - Organize os produtos relacionados no site

Apresentar itens relacionados relevantes nas páginas dos produtos pode ampliar as vendas. Sem contar que links de produtos relacionados estão diretamente ligados a arquitetura de links internos.

Seja relevante - Se os visitantes chegam na página da versão mais atual de um produto, você também deve sugerir outros produtos relevantes, com base no custo, qualidade e preferências deste comprador. Portanto, meça e otimize sugestões de produtos.

Para essa tarefa você pode recorrer as ferramentas disponíveis na plataforma da sua loja virtual e ao Google Analytics para a identificação mais precisa das preferências dos compradores em sua loja.

Localização ou colocação - Deixe o produto em destaque na página. Garanta um espaço adequado para ele e evite que fique desordenado com outras sugestões. Não desperdice a sua melhor localização em produtos que não vendem ou não são populares.

Concluindo

E assim chegamos ao fim da 2ª parte da série 18 Técnicas de SEO Para Sites de Ecommerce. Espero que o você esteja aproveitando esse conteúdo criado especialmente para sua loja virtual.

Agora que tal a gente continuar? Veja aqui as 6 últimas dicas na terceira parte da série especial sobre SEO!


Leia Mais ►