[Infográfico] Como Vender Seus Produtos Na Internet

Como já foi visto no artigo como vender produtos na internet usando uma loja online, uma das alternativas recomendadas para quem está começando a desenvolver o projeto de vendas na internet são as lojas virtuais.

Porém esta não é a única alternativa viável, seja para quem está começando ou para quem já atua na área e visa explorar outras formas de vendas online.

E o objetivo deste infográfico é lhe mostrar outras alternativas para você vender seus produtos pela internet, além de indicar alguns passos importantes a serem tomados e dicas para garantir o destaque do seu negócio online.

Infográfico - Como Vender Produtos Pela Internet




Para sua conveniência deixo aqui disponíveis o link para download do infográfico e o texto:


Introdução

Vender produtos físicos pela internet pode ser um negócio bem vantajoso. Alguns dos benefícios são o acesso a uma audiência maior, economia e uma redução nas despesas gerais. Pequenos negócios podem comercializar seus produtos a nível global e reduzir os custos de marketing e publicidade para mercados maiores. Porém o lado ruim do Ecommerce inclui preocupações com a segurança e prevalência dos golpes.

De uns tempos para cá, começar um negócio online tem proporcionado uma aventura prazerosa e dependendo dos passos que forem dados, o negócio pode chegar ao topo ou quebrar da noite para o dia. Nesse guia, iremos conferir o básico que você precisa saber sobre como vender produtos físicos de uma maneira bem sucedida na internet.

1 – Criar ou adquirir seu produto

Para muitos, a melhor parte é criar ou adquirir um produto que você tem orgulho de compartilhar com o mundo. Mas antes de você se empolgar e começar a criar, preste bem atenção em algumas coisas a serem consideradas nesse tópico, desde que esse é um dos grandes fatores que irá influenciar no sucesso ou fracasso do seu negócio.

Venda um produto que as pessoas querem comprar

Qual produto você irá vender? Antes de você criar ou obter seu produto, é essencial determinar se há um mercado esperando por ele e com desejo suficiente por esse produto para assim tornar viáveis suas vendas.

Outra coisa a considerar é sua margem de lucro e o volume de vendas que você teria de fazer para alcançar uma renda decente.

Conduza uma pesquisa nos principais sites de compra e venda para conseguir uma visão melhor da atual demanda do mercado.

Crie seus próprios produtos

Se você do tipo criativo, pode ser uma boa ideia fazer seus próprios produtos para vender. A margem de lucro para criações próprias é geralmente mais alta, mas você precisa levar em consideração a disponibilidade dos materiais que você precisará tais como, matéria prima, restrições de customização ou custos de entrega.

Avalie qual a melhor forma de vender seus produtos na internet

Avalie não apenas as formas convencionais de vender produtos pela internet (lojas virtuais, blogs, etc). Dependendo do tipo de produto que você pretende vender, pode ser que a melhor forma para você vendê-lo seja utilizando uma plataforma diferente (classificados online, dropshipping, etc). Analise com cuidado e descubra qual plataforma foi feita para você.

DropShipping

Aqui está a opção mais simples para o que podemos chamar de “trabalhar em qualquer lugar”. Dropshipping basicamente é um meio de vender produtos nos quais você nunca terá que lidar diretamente, pois eles são gerenciados e entregues por uma empresa que o fornece.

Você pode definir seu próprio preço no qual inclui sua margem de lucro e levando em conta as despesas com a empresa fornecedora para cada venda que fizer.

2 - Monte sua loja

Há um número de questões a considerar quando escolher a plataforma de loja virtual para vender seus produtos pela internet. Tem os principais aspectos para pensar sobre sua loja, formas de pagamento e onde/como os pedidos serão gerenciados.

Juntando esses aspectos, você precisará decidir se irá usar sua própria loja ou usar uma plataforma de terceiros.

Sua própria loja virtual como opção

Ter sua própria loja dará a você os seguintes benefícios:
  • Controle total sobre a marca e aparência de sua loja
  • Experiência do usuário mais pessoal e personalizada 
  • Uma plataforma para engajar com os clientes e clientes em potencial através de inscrição em newsletter, comentários no blog e mais. As opções podem variar de acordo com suas necessidades. Algumas boas opções para montar sua loja virtual é Loja Integrada, Shopify ou Prestashop.

Contudo, ao menos que você tenha as habilidades para você mesmo montar uma loja própria, será preciso pagar a outra pessoa para criar o design e configurar seu site de Ecommerce para você.

A última palavra é sua, mas estando ciente de que sua decisão dependerá de sua estratégia, dinheiro disponível para investir e plano de negócios.

Plataforma de terceiros como opção

Os benefícios de usar uma plataforma de terceiros para vender seus produtos pela internet são:

  • Você pode facilmente configurar com suas ferramentas que estarão prontamente disponíveis logo após a criação de um perfil no site deles. 
  • Sua loja será hospedada naquele site, no qual mostrará os produtos que pretende vender e você já terá um mercado no qual tem uma presença garantida naquele site. 

Se você planeja vender produtos que você mesmo criou ou adquiriu de fornecedores, considere a Etsy como uma opção para sua plataforma de terceiros.

3 - Lance e comercialize seu produto

Uma vez que você criou ou adquiriu seus produtos e deixou sua loja virtual pronta para vender, é hora de lançar seu produto e comercializá-lo. Essa é a parte mais crucial de seu negócio porque você vai precisar conquistar clientes e fazer vendas. 

Depois que você conseguir fazer as “engrenagens girarem”, será preciso dar continuidade ao processo de vendas utilizando os métodos que mais deram certo para você. Fazendo assim você garantirá a sobrevivência do seu negócio e ampliará ainda mais as chances de seu crescimento.

Aqui estão algumas ideias criativas para ajudar você a fazer suas primeiras vendas na internet:

Boca a boca

Faça um trabalho estratégico de divulgação boca a boca em seus círculos sociais e profissionais no qual você possa tirar proveito. Você pode começar com amigos e família. Pedir a eles para ajudar a espalhar as novidades sobre seu negócio é o primeiro passo simples que você pode dar.

Página no Facebook

Dependendo do produto que estiver vendendo, o Facebook é a rede social mais adequada para divulgá-lo porque ela tem um grande alcance de pessoas com diferentes fatores demográficos.
 

PPC (Pay Per Click)

Embora esse exija um investimento maior, Pay-Per-Click é uma excelente maneira de gerar tráfego desde que o volume de suas vendas depende principalmente de um grande número de pessoas acessando seu site.

Blogueiros

Aproveite os blogueiros existentes que já têm um bom fluxo de seguidores dentro do seu nicho de mercado. Você pode oferecer a eles um incentivo tal como comissão ou amostra gratuita do seu produto (se o tipo de produto permitir) para ajudar a divulgá-lo.

Abordagens criativas

Algumas abordagens criativas incluem incentivos do tipo promoções ou descontos, por exemplo, ou doar uma parte do lucro de determinada venda para uma organização de caridade. O que vale nesse processo é pensar fora da caixa e fazer algo diferente.

Twitter

Twitter é uma poderosa ferramenta para definir sua marca e ajudá-la a ganhar atenção. Você precisará pelo menos tweetar, retweetar (não esqueça das hashtags relevantes), enviar mensagens diretas e promover o engajamento entre os usuários para ajudar seu negócio a atrair a atenção daquele público.

SEO

Assim como muitos sites, você deve dar atenção ao SEO do seu site de Ecommerce para que as pessoas sejam capazes de encontrar em sua loja através das pesquisas, os produtos que estão procurando.

Infográficos

Uma imagem vale mais que mil palavras. A frase pode parecer batida, mas é a mais pura verdade. Use representações visuais e gráficas de dados no qual contenham valor adicionado as informações para cativar sua audiência e fazer com que elas se interessem por sua marca.

Você pode criar belos infográficos em sites como Piktochart.

Nenhum comentário
Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...