9 Ferramentas de Monitoramento de Redes Sociais Grátis e Pagas

Se você não tem muita experiência nas estratégias de redes sociais para negócios, essa lista de 9 ferramentas de monitoramento de sedes sociais gratuitas ou pagas será muito bem vinda.

Com elas você poderá perceber o comportamento das pessoas nas redes sociais, conhecer melhor seus clientes e assim melhorar sua estratégia de marketing.

Ao procurar por uma ferramenta, uma boa ideia é experimentar algumas delas e escolher a que atende melhor suas necessidades.

Nota: todas as ferramentas aqui listadas podem ser tanto grátis quanto pagas (com a exceção do Tweetdeck que é totalmente gratuita).

Você pode optar por um plano gratuito ou dependendo das suas necessidades, optar por um plano pago para ter acesso a mais recursos e análises mais aprofundadas.

Experimente-as e você poderá definir qual delas melhor se adequa ao seu negócio e se será necessário ou não optar por um plano pago.

Dito isso, vamos dar uma olhada em algumas das melhores ferramentas de monitoramento:

1 - Hootsuite

Hootsuite é uma das melhores ferramentas de monitoramento de redes sociais disponível, e cobre múltiplas redes, incluindo Twitter, Facebook, LinkedIn e Google+.

Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais Hootsuite
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Hootsuite
Os relatórios de análises semanais e a ótima equipe de gerenciamento (delegar tarefas, enviar mensagens privadas) pode ser muito útil quando há mais de uma pessoa lidando com as contas das redes sociais.

2 - Klout

Klout é provavelmente uma das mais controversas ferramentas de análises de redes sociais.

Há aqueles que a odeiam e declaram que seu sistema de pontuação é completamente impreciso e que tentar interagir com eles é uma missão impossível.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais Klout
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Klout

Por outro lado, algumas pessoas a acham bastante útil. Ela mede a influência através do engajamento no Twitter e esse é um bom meio de ficar de olho no que as pessoas pensam sobre sua marca e para ver o que as influencia mais.

Dessa forma, você pode ajustar seus posts de acordo com os interesses do seu público alvo e aumentar sua taxa de engajamento.

3 - TweetReach

TweetReach é a ferramenta certa para seus negócios se você estiver interessado no monitoramento do alcance dos seus tweets.

Ela também é ideal para medir o impacto atual e implicações de discussões no Twitter. Uma boa maneira de descobrir quem são seus seguidores mais influentes.

E isso ajudará você a alcançar as pessoas certas, que você deveria estar focando as estratégias quando for compartilhar e promover conteúdo online.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais Tweetreach
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Tweetreach

4 - Social Mention

Bastante popular entre os entusiastas de redes sociais, Social Mention monitora mais de cem sites de mídias sociais.

É provavelmente uma das melhores ferramentas de monitoramento com plano gratuito no mercado.

Ela possui uma análise de dados mais profunda e mede a influência com 4 categorias: Força, Sentimento, Paixão e Alcance.
Ferramentas-De-Monitoramento-De-Redes-Sociais Social Mention
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Social Mention

5 - Addictomatic

Caso precise de uma visão global de uma marca, Addictomatic pode ser super útil e tão descomplicada quanto Twazzup.

A única diferença é que Addictiomatic foca em uma variedade de plataformas tais como: Flickr, YouTube, Twitter, WordPress, Bing News, Delicious, Google, Ask.com, etc.

Ela é realmente útil para ficar atento em evoluções recentes dos negócios e reputação da marca.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais - Addictomatic
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Addictomatic

6 - Twazzup

Twazzup é ótima para iniciantes nas redes sociais que procuram por uma ferramenta de monitoramento do Twitter.

Você precisa apenas digitar o nome que deseja rastrear e instantaneamente irá obter atualizações em tempo real, ou seja, os usuários ativos de maior influência, os links e fotos com mais RT e o mais importante, as top 10 palavras chave relacionadas a sua pesquisa.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais - Twazzup
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Twazzup

7 - HowSociable

HowSociable é uma eficaz ferramenta para medir a sua presença nas redes sociais e a dos seus concorrentes.

Uma conta grátis permite que você analise 12 sites sociais, incluindo Tumblr e Wordpress. Porém, se você estiver mais interessado em mais 36, como o Facebook, Pinterest, Titter, etc., será necessário uma conta Pro.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais - HowSociable
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - HowSociable

A abordagem da HowSociable é um pouco diferente. Através de um sistema de pontuação para diferentes plataformas de mídias sociais, ela permitirá que você veja qual plataforma de mídia social funciona melhor para o seu negócio e quais precisam de maior desenvolvimento.

8 - TweetDeck

TweetDeck cobre as necessidades básicas para qualquer usuário do Twitter, então é uma boa opção para iniciantes.

É uma ótima ferramenta para agendar tweets e monitorar suas interações e mensagens, assim como rastrear hashtags e gerenciar múltiplas contas.

Entretanto, ela peca em atualizações regulares e pode estar propensa a erros.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais - Tweetdeck
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - Tweetdeck

9 - IceRocket

Essa ferramenta oferece monitoramento para Facebook, Twitter e também blogs em 20 idiomas, bem como os gráficos de resultados para você tirar melhor proveito dos dados.

Ela permite que você escolha os períodos de tempo no qual está interessado em monitorar.
Ferramentas De Monitoramento De Redes Sociais - IceRocket
Ferramenta De Monitoramento De Redes Sociais - IceRocket

IceRocket também pode ser usada para observar sua atividade nos blogs, possuindo em torno de 200 milhões de blogs em seu banco de dados e eles também permitem a descoberta das últimas tendências dos termos relacionados à sua pesquisa.


Ferramentas de Monitoramento de Redes Sociais - Conclusão

Após essa leitura, deve ter ficado mais claro para você, que as possibilidades das ferramentas para monitorar redes sociais são amplas.

Espero que essa lista seja o suficiente para você começar e desenvolver suas estratégias de monitoramento e assim descobrir quais as ações nas redes e internet estão atraindo mais a atenção dos seus seguidores, visitantes e clientes.

E para ajudar ainda mais a compreender as ações dos seus clientes em potencial, para assim descobrir o que realmente eles desejam quando chegam em sua loja virtual veja essas 5 ferramentas online que podem contribuir muito para o aumento das suas vendas.
Leia Mais ►

15 Ideias De Negócios Na Internet Para 2015

Todo ano, novas oportunidades de negócios na internet surgem para serem exploradas e alcançar o sucesso nos negócios online. A seguir, veja uma lista de 15 ideias de negócios na internet para você começar em 2015. Seja para conseguir a independência financeira ou aumentar a renda, uma dessas ideias pode ser a que você está procurando para começar o ano com a carteira mais gorda.


ideias de negócios na internet empresário tendo uma ideia
15 ideias de negócios na internet para 2015

1 - Loja virtual

Uma loja virtual é um negócio na internet no qual permite que você alcance todo o mundo. Seja camisas customizadas, livros, ou acessórios personalizados, há uma audiência para tudo.

Utilizando um serviço de hospedagem integrado a um carrinho de compras ou software de ecommerce, seu negócio estará funcionando em pouco tempo.

Além disso, hoje é possível até mesmo transformar um blog ou uma página do Facebook em uma loja virtual, o que pode facilitar você encontrar se público alvo. Portanto, esse é um negócio online que vale a pena ficar de olho.

2 - Consultor de redes sociais 

Grandes empresas podem contratar uma agência ou um profissional em tempo integral para o gerenciamento de suas contas do Facebook e Twitter, mas pequenas empresas geralmente cuidam de seu próprio marketing de redes sociais.

Com tantas outras responsabilidades, empresários podem estar muito ocupados ou sobrecarregados para gastar o tempo com a produção de uma estratégia de rede social.

Como consultor, você pode ajuda-los a determinar as melhores táticas, postando conteúdos em horários estratégicos para seu público alvo.

3 - Marketing Online

Para o caso de você saber muito sobre marketing na internet, você pode administrar um negócio de marketing para outras empresas.

Estabelecendo um serviço B2B, você pode ajudar empresas ao redor do mundo em conceitos como SEO, pesquisas e publicidade pagas, marketing em mídias sociais e mais. 

Não é preciso ter um escritório local porque as pessoas podem lhe enviar e-mails expondo suas necessidades de marketing e você pode fazer todo o trabalho na internet.

4 - Web design / criação de sites

Se você tem conhecimento de HTML, CSS, domina ferramentas online de criação ou outra linguagem voltada para o desenvolvimento de websites e tem uma boa visão em design, você pode lançar um serviço de criação e venda de sites atraentes e de fácil utilização para pessoas ou pequenos negócios. 

Você pode fazer um bom uso de suas habilidades para os pequenos empresários que querem levar sua presença online para o próximo nível.

Construa um portfólio destacando suas atividades, e então crie seu próprio site para divulgar seu negócio e construir um fluxo constante de clientes online.

5 - Desenvolvimento de aplicativos

Aplicativos móveis estão mais populares do que nunca, e tem muitas pessoas que estão dispostas a pagar um bom dinheiro em troca de meios de administrar suas vidas pelo smartphone.

Se você tem uma grande ideia e conhece linguagem de programação, você pode investir nesse negócio e criar seu próprio aplicativo. 

Caso não domine programação mas tenha uma grande ideia, a alternativa é ir em busca dos tantos desenvolvedores de softwares que buscam trabalhar em colaboração com pessoas na criação de um app.

6 - Freelancer profissional

Há pessoas que pensem em freelancer como um negócio não muito lucrativo, mas com mais empresas voltadas para contratação de curto prazo para preencher as lacunas de algumas competências, não é difícil imaginar um negócio online rentável oferecendo uma variedade de serviços freelancer

Para se ter uma ideia, graças a sites como o Freelancer Brasil, profissionais estão fazendo suas vidas na internet com esse tipo de negócio. Dependendo do seu conjunto de habilidades, você poderá trabalhar para empresas em campos diversificados oferecendo flexibilidade. 

Alguns dos serviços freelancer mais populares estão na área de tecnologia, produção de conteúdo, web design e programação.

Se você tem interesse nesse tipo de negócio dê uma olhada no artigo sobre ganhar dinheiro online com trabalhos freelancer.

7 - Marketing de afiliados

O marketing de afiliados é um negócio da internet onde muitas pessoas estão fazendo dinheiro.

Os anúncios de afiliados são colocados em seu site ou blog, e as pessoas clicam neles para irem a outros sites comprar um produto ou serviço encontrado naquele anúncio. E você receberá comissão por cada venda. 

A parte difícil é conseguir um volume considerável de tráfego, mas não é impossível. Uma vez que você estabelecer um nicho, conseguir uma quantidade de visitantes inscritos e tráfego orgânico, você será capaz de fazer dinheiro de verdade com afiliados.

Plataformas como a Lomadee ou Hotmart estão entre algumas das mais recomendadas para esse tipo de negócio.

Leia esse artigo para saber como se dar muito bem vendendo produtos afiliados em um blog.

8 - Ebooks

Você tem muito conhecimento em um assunto em particular que gostaria de compartilhar com o público? Com os e-readers se tornando mais e mais populares, a auto publicação está se tornando uma realidade de muitos escritores que podem nunca ter a chance de publicar seu trabalho em uma editora.

Com as ferramentas certas de marketing, você poderia publicar com sucesso e vender na internet seu próprio livro sobre qualquer coisa, seja culinária, perda de peso ou investimentos.

9 - Produção de Currículos

Verdade seja dita: um currículo de destaque podem fazer toda a diferença quando você está se candidatando a um emprego. Seja contratado para ajudar os outros a serem contratados escrevendo currículos de leitura tão atraente quanto a de um best seller.

Além disso, você também pode se oferecer para melhorar o perfil profissional no LinkedIn dos seus clientes e transformá-los em excelentes currículos online.

10 - Personal Training

Personal training e nutrição se tornaram bem populares e as pessoas nem sempre tem tempo para encontrar pessoalmente com um ou ir a uma academia.

Personal training pode ser feito online com grupos no Facebook, Skype ou hangouts no Google+ para poder mostrar movimentos específicos.

Você será capaz de gerar uma receita tão boa quanto aqueles que fazem isso off-line. Crie grupos onde sejam oferecidos programas de refeições, exercícios e muito mais, para treinar as pessoas a terem um estilo de vida mais saudável.

11 - Ministrar cursos online

Você não precisa ter uma licenciatura em educação para ensinar as pessoas a fazer alguma coisa que domina.

Se você for um fotógrafo e entende bem do assunto por exemplo, então pode usar sua câmera para gravar as vídeo aulas de um curso de fotografias.

Com o evidente aumento pessoas se inscrevendo em cursos online, você pode ajudar os outros a tornar melhor suas vidas oferecendo aulas em uma área em que você tem grande paixão, seja ela música, dança, ou culinária. 

Crie pacotes com instruções bem explicadas em vídeo, utilizando uma metodologia original, inovadora e disponibilize para download em um site ou agende aulas em tempo real no Skype com seus clientes.

12 - Brechós online

Caçadores de pechincha e adeptos ao brechó podem construir uma bela renda vendendo itens usados como acessórios, móveis, roupas, entre outros.

Crie sua marca lançando um site independente como sua vitrine virtual. Imagens em alta resolução e uma descrição cativante de seus produtos fará você  se destacar entre as pessoas que tentam vender seus itens usados e seminovos na internet.

13 - Vendas de artesanato

Adotando essa alternativa, você poderá lançar uma loja virtual em sites como o Etsy, que é uma plataforma voltada principalmente para produtos feitos à mão, material para artesanato e usados.

Se você é capaz de produzir uma quantidade aceitável de produtos artesanais de qualidade como cobertores de crochê ou artigos de vidro ou cerâmica pintados à mão, esse tipo de negócio online pode ser para você.

Aliás, vender artesanato online é uma oportunidade perfeita de negócios na internet para tempos difíceis.

Os custos podem ser extremamente baixos se você comprar seus materiais em grandes quantidades a partir de um fornecedor de materiais para artesanato.

14 - Blogs

Trabalhar com blogs também pode ser um negócio lucrativo. O interessante é que ele abre oportunidades para se trabalhar de forma múltipla, com vários negócios diferentes na internet, como alguns que já citei aqui. 

Há muitos blogueiros hoje que estão ganhando muito dinheiro com seus blogs através de publicidade direta, de serviços como o Google AdSense, onde é possível ganhar dinheiro por clique ou a cada mil visualizações em seus anúncios, afiliados, taxas de subscrição (para os casos de blogs que tem conteúdos exclusivos para os inscritos), ou até mesmo realizando vendas de produtos físicos ou digitais em blogs. 

O segredo para um blog de sucesso está na qualidade, quantidade e autoridade dos seus posts. Blogs também precisam de estratégias de marketing online, tais como SEO, marketing de redes sociais e marketing de conteúdo.

15 - Tradução

O fato de a quantidade de serviços de tradução online estar aumentando pelo mundo a fora, não é atoa: eles são realmente necessários.

Em um mundo onde mais e mais empresas lidam com clientes e parceiros de outras nações, falar outras línguas é indispensável. Seja para negociar ofertas, transações, responder e-mails da empresa, há trabalho lá esperando por você. 

Há oportunidades para trabalhos de curto prazo com pequenas empresas na internet por meio de sites freelance. Ou você pode usar suas habilidades com outros idiomas montando um serviço de tradução na internet para textos diversos como livros ou artigos acadêmicos.


15 ideias de negócios na internet - Conclusão

Começar um negócio online requer muito menos risco do que investir em um escritório ou loja física. Dependendo do “BOOOM!” que seu negócio causar, você pode alcançar uma base de clientes a nível nacional ou até internacional e podendo trabalhar de qualquer lugar. 

Com somente um conhecimento básico de gerenciamento do site, habilidade em comunicação e vontade de empreender, você pode ter um negócio online pronto e funcionando em apenas alguns dias (ou menos que isso, dependendo do tipo de negócio).

Graças ao avanço da tecnologia e do surgimento de novas ferramentas digitais, estamos vivendo um momento em que as oportunidades de negócios online nos permitem o que antes era considerado por muitos impossível: ser dono de um negócio próprio e bem sucedido na internet

E uma dessas oportunidades está esperando por você. Então vamos começar a trabalhar?

Recentemente criei um artigo onde analiso 3 modelos de negócios online citados nesse post. Lá você poderá saber mais sobre Vendas pela internet (com uma loja virtual), Marketing de afiliados e Google AdSense e assim descobrir qual o ideal para você ganhar dinheiro.

2015 está terminando e 2016 já começa a bater na porta. Mas antes que o ano novo ano comece, veja em primeira mão 16 ideias de negócios para superar a crise em 2016.

Leia Mais ►

Como Elaborar A Análise SWOT De Sua Loja Virtual

Quer saber como fazer uma Análise SWOT de uma loja virtual ? Então leia esse artigo e descubra como poderá resolver problemas que impedem seu negócio de crescer.

Vamos imaginar que você quer abrir uma loja virtual. Você arregaça as mangas, encontra os produtos e negocia com os produtores. Depois monta seu ecommerce, prepara o conteúdo e faz um pouco de divulgação. Você está super empolgado com a nova aventura.

Mas depois de alguns meses você bate com a cara na parede. As vendas não estão acontecendo e seu negócio não está indo como você pensou que iria.

Por que?

É possível que, uma das razões tenha sido por causa de algo que você não fez durante esse período: pesquisar seu negócio.

Ecommerce tende a ser visto como um negócio muito movido pela tecnologia. Muitos varejistas online que estão começando focam sua energia especialmente nos estágios iniciais, nas questões relacionadas ao site, uma plataforma de ecommerce, terminologia e mais.

Mas, uma loja virtual ainda é um negócio. Ela é governada pelas mesmas leis que regem qualquer outra empresa, seja ela uma empresa de serviços ou uma loja física.

Falhar em perceber isso as vezes resulta em perder grandes oportunidades de negócios. Felizmente isso pode ser retificado em qualquer momento.

E se você está pensando em abrir uma loja virtual, ou quem sabe já possua um site de ecommerce no qual esteja enfrentando problemas, aqui está uma ferramenta que pode lhe ajudar: a Análise SWOT.
como fazer uma análise swot modelo de análise swot
Como Fazer Uma Análise SWOT De Uma Loja Virtual - www.comovenderpelainternet.net.br


O que é uma Análise SWOT

Trata-se de uma ferramenta de administração de negócios voltada principalmente para a avaliação dos cenários internos e externos de uma empresa e a partir disso, desenvolver estratégias para a mesma. As 4 letras que formam o termo SWOT é um acrônimo que se originam das palavras:

Strengths (Forças) - Fator interno

Trata-se das vantagens competitivas que a empresa possui. São os pontos mais fortes da empresa, no qual quanto mais tiver, mais relevante para a Análise SWOT serão. 

Weaknesses (Fraquezas) - Fator interno

Exatamente o oposto de Strengths: aqui são identificados os principais pontos fracos, problemas que a empresa enfrenta, falta de recursos, incapacidade de lidar com determinadas variáveis, etc.

Opportunities (Oportunidades) - Fator externo

São as forças externas pelas quais não se tem controle e influenciam positivamente a empresa. Elas podem ser previstas através de pesquisas. Alguns exemplos são aumento do salário dos consumidores, mudanças na economia ou algum tributo que sofre alterações.

Threats (Ameaças) - Fator externo

O lado oposto das oportunidades: são as forças externas que influenciam a empresa de forma negativa. É preciso ter muito cuidado ao lidar com ameaças para não por em risco o planejamento estratégico da empresa assim como seus resultados.

Uma Análise SWOT ajuda você a ver seu negócio como um todo e não como partes individuais dele. Ela também lhe ajuda a descobrir no que você precisa focar, quais oportunidades estão esperando por você sem mencionar quaisquer problemas em potencial que seu negócio pode encontrar.

Vantagens de fazer uma Análise SWOT

Ajuda a identificar oportunidades para seus negócios
Aleta sobre possíveis ameaças
Mostra o que precisa ser trabalhado
Ajuda a compreender melhor seu negócio e sua posição no mercado
Contribui no desenvolvimento de metas para o negócio

Limitações de uma Análise SWOT

Assim como qualquer outra ferramenta, há certas limitações ao conduzir uma Análise SWOT para ecommerce:

Ela pode gerar várias ideias porém sem nenhuma forma de classifica-las por nível importância.
Pode produzir também muita informação causando um pouco de caos no processo de tomada de decisão.

Como fazer uma Análise SWOT de uma loja virtual

Do meu ponto de vista, a melhor maneira de fazer uma análise SWOT é definindo perguntas para cada parte da pesquisa. O que você verá a seguir é um modelo simples de Análise SWOT que você poderá usar em sua loja virtual:

Strengths (Forças)

Você tem alguma experiência específica que pode lhe ajudar com o crescimento de sua loja virtual?
Qual sua seleção de produtos?
Você oferece algum tipo de incentivo em especial para os clientes, que outros varejistas online não oferecem?
Você vende itens únicos/de nicho que não são disponíveis em outro lugar?
O que torna seu negócio único?

Weaknesses (Fraquezas)

Quais conhecimentos de negócios/Marketing você não tem?
Você pode rapidamente mudar seus produtos caso os atuais falhem no mercado?
Sua loja virtual é completamente segura contra fraudes?
Quais são seus custos de envio?

Opportunities (Oportunidades)

Quais novas tendências podem impactar no seu nicho?
Há novos produtos no seu nicho sendo lançados no mercado?
Há alguma demanda para produtos no mercado que ninguém mais parece estar atendendo?
Existe uma oportunidade de construir uma comunidade em torno do seu nicho?

Threats (Ameaças)

Há grandes lojas virtuais especializadas em seu nicho?
Você tem de confiar em empresas de terceiros em sua loja virtual (entrega, processamento de pagamentos, etc)?
Você tem outra opção para obter o estoque, caso o estoque do fornecedor fique sem o produto?
Você tem um orçamento grande o suficiente para o marketing?

Como extrair o que há de melhor dos dados de sua Análise SWOT

Uma das maiores limitações da Análise SWOT é que ela pode produzir uma enorme quantidade de dados sem nenhuma indicação do que é importante e o que você deveria estar se preocupando primeiro.

Portanto, é importante que você saiba como agir diante desses dados para assim obter o melhor de sua Análise SWOT e não ser esmagado por tarefas desnecessárias no seu negócio.

Confira três dicas para você aproveitar o máximo de sua Análise SWOT:

Conduza uma pesquisa adequada

O maior perigo em uma análise SWOT é a hipótese. É fácil usar estimativas e dar palpites para responder as questões relacionadas ao mercado. Ou usar suas próprias impressões a respeito dos seus concorrentes ao invés de fatos concretos. 

Porém, se espera que a Análise SWOT produza dados valiosos, você precisa se certificar de que toda a pesquisa seja conduzida corretamente e basear todas suas respostas em fatos concretos e não em ideias.

Dê respostas objetivas

Outra armadilha comum quando se trata da SWOT é pensar de forma subjetiva, não se “desapegando” do negócio quando conduzir a análise. Porém, o único meio de fazê-la corretamente é ser tão objetivo e fortemente honesto a respeito do seu negócio o quanto você puder ser.

Agir nos resultados

Não há ponto algum em fazer uma Análise SWOT e obter todos os dados se você não tomar nenhuma ação. Uma vez que você tiver a pesquisa completa, priorize suas descobertas e providencie um plano para resolver todos os problemas que você identificar.

Concluindo

A Análise SWOT é uma poderosa ferramenta para qualquer negócio de ecommerce. E diferente de outras ferramentas de pesquisa, ela não tem que ser conduzida antes de você lançar o negócio. Em fato, devido a rapidez na mudança na natureza do ecommerce, ela deve ser conduzida regularmente para garantir que você esteja entre os melhores no seu nicho e setor.



E você? O que acha de fazer uma Análise SWOT para uma loja virtual?

Você conduz Análise SWOT em sua loja virtual ou em outro negócio (seja online ou offline)? Tem dicas e sugestões que gostaria de compartilhar? Quero muito saber sua opinião a respeito. Comente! Participe!

Agora que tal colocar em prática o que você viu aqui? Baixe esse modelo simples de Análise SWOT para Excel e descubra como anda a saúde do seu negócio.

Leia Mais ►

Como Vender Mais Roupas Pela Internet Em 11 Passos

Estou trazendo para você em mais um artigo, 11 dicas como vender roupas pela internet de forma eficiente e assim aumentar suas vendas online.

E caso você ainda não tenha sua loja virtual de roupas, este artigo também é recomendado para que você possa iniciar seu negócio online dando os passos certos e duplicar suas chances de vendas logo de cara.



como vender mais roupas pela internet loja com várias roupas
Como vender mais roupas pela internet - www.comovenderpelainternet.net.br

O guia Como vender mais roupas pela internet é formado pelos tópicos:


1) Garanta as medidas certas para seu público
2) Capriche nas fotos das roupas
3) Fique de olho nas tendências
4) Torne o nome da sua loja relevante e inesquecível
5) Tenha uma 'vitrine' com um belo visual
6) Faça do atendimento uma experiência única
7) Marque presença nas redes sociais
8) Tenha um estoque diversificado
9) Estabeleça políticas de frete e troca
10) Fique atento as principais informações de cada peça
11) Invista em ofertas exclusivas

Garanta as medidas certas para seu público

Medidas de roupas diferem dependendo dos fabricantes. Por exemplo, uma camiseta tamanho grande em um estilo pode ser menor do que uma média em outro.

Um dos aspectos mais desafiadores de uma loja virtual de roupas é retratar o tamanho do item tão corretamente quanto possível, para que assim os clientes não se decepcionem quando ocorrer de a peça chegar e não couber.

Liste os países de origem das peças e forneça as medidas junto com o tamanho e nome na etiqueta.

Capriche nas fotos das roupas

Roupas tem possibilidade de vender mais pela internet quando mostradas em sua forma real, ou seja quando vestidas. Tenha um amigo ou amiga como modelos e tire fotos de vários ângulos, com um fundo bem organizado. Por questões de privacidade, corte a cabeça (na foto!) da(o) modelo. 

Se for um tecido muito detalhado, com texturas diferentes, faça alguns "closes" para mostrar bem esses detalhes.

Aliás falando em fotos, confira esse super guia para otimizar as imagens de sua loja virtual e descubra como destacar seu negócio no Google e tornar mais prazerosa a experiência dos visitantes do seu site.

Fique de olho nas tendências

Veja bem: estamos falando de um produto que é fortemente influenciado pela sazonalidade. E como você quer vender mais roupas pela internet é preciso que esteja sempre atento às últimas tendências.
Faça parte de eventos quando tiver a oportunidade, editoriais também são uma boa pedida. 

Antes de adquirir novas peças, não deixe passar despercebido detalhes dos produtos como modelo, qualidade, acabamento, estilo.
mulher fazendo compras como vender roupas pela internetNão caia na armadilha de comprar pelo preço quase irresistível do atacado. Considere antes disso, a seguinte variável: o tipo de público que você atende. E leve em conta que mesmo na estação de inverno estamos em um país tropical. Portanto busque comprar peças adequadas. 

Fazendo isso você evitará de ter um estoque abarrotado de peças que provavelmente ninguém irá comprar.

Outro fator que você pode considerar são as datas comemorativas. Agora que estamos perto do Natal por exemplo, peças com detalhes brilhantes, ou tons claros são bem vindos. 

No ano novo predominam cores brancas, tons claros também com destaque para vestidos longos ou acima do joelho e mais justos, bermudas e regatas. Já no carnaval os shorts marcam presença forte junto com as regatinhas.


Artigo relacionado: onde comprar roupas novas, seminovas ou usadas para revender?


Torne o nome da sua loja relevante e inesquecível

Esse é para o caso de você ainda estar planejando sua loja virtual. Como o título do tópico já sugere, defina um nome no qual as pessoas não precisem fazer esforços para lembrar (nada de nomes longos ou complexos). 

Dessa forma, quando alguém perguntar ao seu cliente aonde ele comprou aquele show de camiseta/bermuda/calça, ele será capaz de lembrar do seu site e indicá-lo.

Tenha uma 'vitrine' com um belo visual 

Aqui está um aspecto que assim como em uma loja física, possui forte influência em uma loja virtual: a aparência. O design da sua loja virtual (ou mesmo de um blog voltado para vendas) precisa ser não apenas bonito e elegante, mas também transmitir para os visitantes na primeira olhada, a proposta do seu negócio.

Seja profissional na combinação de cores (evite usar muitas cores e nada de tons pesados ou "mortos"), use imagens de boa resolução, bem posicionadas e capriche na descrição dos produtos. Lembre-se: a primeira impressão é a que fica. 

Um site com o design bonito, "clean", bem trabalhado e de fácil navegação, fará com que os visitantes se apaixonem pela sua loja logo na primeira visita.

Faça do atendimento uma experiência única

Oferecer um atendimento ágil e eficiente contribui para satisfazer as necessidades do seu clientes. Mas se você quer vender mais roupas pela internet, então é preciso ir além! É preciso superar as expectativas do cliente. Principalmente em um segmento como o de roupas que já é tão concorrido. 

Para começar você pode considerar investir em SACs multicanais (email, telefone, redes sociais). Isso já contribuirá para fidelizar seus clientes e aumentar suas vendas, mas não pense que será o bastante. É aqui que você precisará oferecer o "algo mais".

Várias empresas de ecommerce enriquecem o atendimento oferecendo brindes, descontos especiais, planos de fidelidade, convênios com outras lojas e até consultoria de moda. 

A partir disso você pode estudar essas e outras opções para definir quais se adequem ao seu negócio e ao orçamento dele, e tendo em mente que, vender mais daquilo que já se tem tanto na internet, não vai dar certo.

E por falar em atendimento, veja como esse artigo pode lhe ajudar a manter uma relação agradável com seus clientes.

Marque presença nas redes sociais

As redes sociais como Facebook são ferramentas fantásticas para você divulgar sua loja virtual, principalmente se você as utilizar com eficiência como um canal para se comunicar e interagir com os clientes. Ou seja, não pense apenas fazer a publicidade do seu negócio

Provoque o engajamento, ajude as pessoas que tem dúvidas relacionadas com o seu segmento, encante com conteúdos interessantes e que tenham alguma utilidade na vida das pessoas.

Por exemplo, você pode compartilhar dicas de moda, fotos dos clientes, notícias sobre as últimas tendências ou eventos de moda, entre outros. O importante é oferecer conteúdo de qualidade e regularmente. 

Fazendo isso, você estará atraindo o interesse de mais pessoas e estas compartilharão com outras pessoas na internet o conteúdo que você adicionar nas redes, aumentando cada vez mais a visibilidade do seu negócio e consequentemente as vendas.

Tenha um estoque diversificado

Diversificar é fundamental. Claro mas sem preder o foco. Esqueça aquele pensamento de que vendendo de tudo um pouco o grande lucro será garantido, a não ser que você tenha um ecommerce do tipo magazines, lojas de departamento ou outro de grande porte. Mas sendo sua loja de roupas, dedique seu foco para esse segmento.

como vender roupas pela internet mulher comprando onlineE ainda assim você poderá diversificar sem descaracterizar seu negócio. Basta investir na variedade de cores, modelos e tamanhos. Tenha à disposição várias opções de calças, bermudas, vestidos, shorts e camisetas. Assim você terá uma maior taxa de conversão

Aqui vale lembrar também que o controle do estoque é essencial. Garanta que os clientes tenham sempre acesso aos produtos que você realmente tem no estoque. Além de garantir a satisfação do cliente, essa ação possibilitará uma visão maior das necessidades do seu estoque e o índice dos lucros.

Estabeleça políticas de frete e troca

Certifique-se de que suas políticas de frete e troca sejam bem definidas e claras. Adicionar frete grátis é uma alternativa que atrairá a atenção de vários compradores. Porém utilize esse recurso se você tiver condições de arcar com essa despesa. 

Caso contrário, ofereça a vantagem de arcar com 50% do valor do transporte, ofereça uma boa variedade de opções de entrega ou cobre um valor fixo do frete via PAC

Se ocorrer de a encomenda chegar nas mãos do cliente porém não ficar do jeito que ele esperava, esteja certo de garantir a possibilidade de troca, afinal é um direito dele, visto que ele não teve como provar antes. 

Garantindo um bom atendimento também no momento da troca e não apenas no da venda, você ganha pontos com o cliente. Defina um prazo, caso ele opte pela troca, explique as regras e prefira empresas transportadores que tenham a opção de logística reversa sem custo para o cliente.

E vale ressaltar que o comprimento do prazo de entrega previamente combinado é de suma importância. Caso tenha problemas com imprevistos, deixe o cliente saber o que está acontecendo durante o processo e dedique toda a atenção necessária

Mostre que se importa com ele e não apenas com o processo de compra

Fique atento as principais informações de cada peça

Uma descrição correta do item também é importante quando se vende roupas pela internet. Quaisquer manchas, falhas e outros defeitos, não importa quão pequenos sejam, devem ser notados. É importante também descrever a condição do item.

Nada vai criar uma desistência mais rápida do que um comprador desapontado. É por isso que é extremamente importante ser honesto a respeito da condição da roupa que você está vendendo. Mencionar pequenos buracos, rasgos, falhas,
como vender pela internet etiqueta de roupa tecido de roupamanchas e qualquer outra coisa (caso você venda roupas usadas) dá a seu comprador uma visão da roupa que ele irá vestir.

A descrição das peças deve incluir detalhes básicos, tais como tamanho, estilo e cor. Você deve também se certificar de incluir o tipo de tecido utilizado desde que as vezes pode ser difícil identificar apenas vendo as fotos. 

Descreva os detalhes do tecido o suficiente para que seu possível comprador tenha uma ideia de como ele se sentirá com a roupa em seu corpo.


Quanto mais informação que você fornecer, mais confortável seu cliente estará em fazer uma compra, mas faça um esforço para não ser entediante e sem querer, acabar fazendo com que seu cliente fuja de sua loja por causa de uma descrição super chata. 

Ou seja, ao invés de apenas listar os detalhes das roupas que você planeja vender, tente encantar seus visitantes online com descrições criativas e originais.

Invista em ofertas exclusivas

Fazer o cliente se sentir único é algo que trará belos resultados para seu negócio. Invista nisso. Pense bem e me diga: qual a pessoa não gosta de saber que um certo produto foi oferecido especialmente para ela? Então para conseguir esse feito, conheça bem o seu público alvo e seus desejos. Compreenda suas necessidades.

Tendo esses conhecimentos em mãos junto com o perfil do consumidor já traçado, invista em ofertas personalizadas para assinantes, Email marketing e outras ferramentas que possam fazer com que o cliente se sinta valorizado.

Leia Mais ►

11 Frases Que Você Não Deve Jamais Dizer Aos Seus Clientes

Ok, estamos falando de vendas pela internet certo? Mas assim como em qualquer processo de vendas, você deve estar ciente de que a partir do momento em que pretende vender algo para alguém (seja na internet ou até fora dela), uma relação é estabelecida.

E uma das coisas que definirá se esse cliente continuará comprando com você ou não é como você o tratará nessa relação. E há certas frases que quando são ditas, resultam em fazer essa relação ir por água abaixo.

atendimento ao cliente frases para não dizer aos clientes
11 Frases Que Você Não Deve Jamais Dizer Aos Seus Clientes - www.comovenderpelainternet.net.br


Na hora de tirar dúvidas de seu cliente, via email, responder comentários deles em sua loja virtual, blog (caso use essa plataforma para vender pela internet), ou conversar via chat para resolver algum tipo de problema, escolha cuidadosamente as palavras

É muito importante que você escreva coisas que o cliente goste de ler quando estiver lidando com eles. “Obrigado”, “Por favor”, “É um grande prazer”, são alguns exemplos de termos e frases que você pode usar nas conversações.

Por outro lado, considere evitar dizer (ou até mesmo de pensar!) para seus clientes as seguintes frases:

1 - Sem ofensas, mas...

Advinha só? Se você está pensando em começar a argumentar com essa frase, é bem certo que seja melhor parar bem aí. Dizer “sem ofensas” irá somente preparar a outra pessoa para ser ofendida. Esteja ciente de que o que for dito em seguida, ofenderá sue cliente. Portanto, ao invés de dizer isto, não diga nada.

2 - Isso não é grande coisa

Pode não ser grande coisa para você, mas ficar despreocupado quando um cliente trouxer alguma coisa para você dar atenção – seja um problema, preocupação ou dúvida – é grande coisa para ele sim. Ao invés disso, diga “Conte-me mais.”

3 - Não se preocupe com isso

Você não sabe como um cliente lida com ansiedade ou problemas pessoais e profissionais. Preocupação pode ser saudável para uma pessoa, enquanto pode ser um sinal de fraqueza para outra. A chave é nunca dizer ao cliente como se sentir. Portanto diga “Eu irei cuidar disso”.

4 - Você está parecendo com...

Se você compara um cliente com outro cliente, sua mãe, colega, esposa ou melhor amiga dizendo que ele é semelhante a outros, é uma forma de repudiar sua preocupação, ideia ou pergunta. Opte pela frase “Eu posso ajudar com isso”.

5 - Você é o primeiro a reclamar disso

Muitos clientes não fazem reclamações, então quando você ouvir uma, imagine que há muitas outras questões como essa que não são ditas. Um cliente que faz uma única reclamação está lhe fazendo um favor apontando para um problema maior em potencial. Portanto nesse momento, experimente dizer algo como “Entendo. Há algo mais a respeito que gostaria de acrescentar?”

6 - Parece que você não está entendendo

Na verdade, o problema pode ser que você não está sendo claro o suficiente. E dizendo isso, você estará supondo que o cliente é cabeça dura. Então nessa hora prefira dizer “O que eu posso esclarecer para você?”

7 – É uma boa ideia, mas...

Isso sugere que sua visão é baseada na perspectiva que você acredita ser a correta, enquanto a visão do cliente não é. Isso pode ser como você vê, mas o cliente será insultado se a ideia dele for rapidamente jogada no escanteio. Diga “Eu entendo seu ponto de vista, agora por favor, permita-me compartilhar o meu”.

8 - Não é culpa minha

Profissionais responsáveis ao lidar com clientes não possuem o hábito de ficar apontando o dedo ou procurando bodes expiatórios. Embora mesmo as pessoas bem sucedidas possuam suas falhas, elas buscam providenciar correções imediatas e soluções de longo prazo para manter o respeito de seus clientes. Portanto nessa situação opte por dizer “Vamos ver o que pode ser feito a respeito disso.”

9 - Você não vai querer isso. Você vai querer essa outra coisa 

Dê sempre aos clientes o que eles querem. Não importa o que eles digam, pessoas geralmente pensam que o que elas querem é a coisa certa. Dizer que eles estão errados pode ofendê-los e fazer com que desistam da compra e procurem alguém disposto a vender o que eles buscam. É claro que você pode sempre oferecer uma opção adicional a considerar, mas faça isso com cautela.

10 - ... ou então

As vezes, essa pequena frase é precedida por alternativas como “Você deve fazer isso...”, “Você deveria fazer aquilo...”. Isso se trata essencialmente de uma ameaça. Ditadores dizem esse tipo de coisa e não profissionais empáticos que se importam em atender bem aos clientes. Ao invés disso, diga “O que você pode estar querendo fazer é...” ou “Você pode por favor...”

11 – Eu sei como está se sentindo, mas na verdade não deveria porque...

Clientes podem confessar para você sem rodeios que estão irritados, frustrados ou estressados, então a primeira parte da frase acima está correta. Você sabe como eles se sentem. O problema é que nunca é uma boa ideia dizer aos clientes porque eles deveriam ou não deveriam se sentir desse jeito ou de outro. 

Ao invés disso, diga “Eu posso compreender porque está se sentindo assim. Vamos ver o que podemos fazer agora.”
Leia Mais ►